5 de março de 2017

Tola vulgar

Foi fácil fazer eu me render
Meu coração lasso singrando
Só queria se apaixonar

Teus abraços, teu cheiro
Teu jeito, teus sobejos
Um inferno pra eu me atirar

O coração obtuso só falha
Não percebeu a armadilha
Comigo você só queria brincar

Mas, agora o jogo vai mudar!

Eu mando, você obedece
Eu chamo, você vem
Eu gozo, você desfalece
(Pra me fazer gozar)

Ora, mas quem eu estou a enganar?
Não é segredo que você me ganhou
Sou toda tua, sem contestar
É só me chamar que eu vou

Porque quando eu me apaixono
Eu fico assim, uma tola vulgar
Um cão atrás das migalhas
Que você insiste em espalhar...

Nenhum comentário: