8 de janeiro de 2018

Estúpido Cupido

Eu devo ter nascido desfrutável na outra vida
Mulher perversa, ardilosa, maligna
Sedutora, vingativa, Iara, Medusa, Medea
Hera, Eco, Iansã, volúvel, Dalila

Ninguém vê que perverso mesmo é Cupido
Atirando suas flechas cegas e errantes
Fazendo eu amar você, que ama outrém, que não liga
E assim segue a dança de vasos comunicantes

Num tiro reverso, ainda te acerto, Cupido
Vais deixar de armar tuas ciladas ardilosas
Compelindo almas inocentes às humilhações do amor
Amor não correspondido machuca, nem sempre tem tom de rosa.

Nenhum comentário: